Após ser mantida em cárcere privado pelo namorado por duas semanas, adolescente é encontrada com ferimentos e sem roupa

Após ser mantida em cárcere privado pelo namorado por duas semanas, adolescente é encontrada com ferimentos e sem roupaFoto: Reprodução

Uma adolescente de 17 anos foi encontrada nua e ferida, na noite de quarta-feira (4), após ter sido feita refém por 14 dias pelo próprio namorado, em uma casa localizada no município de Coxim, no Mato Grosso do Sul.

O suspeito é um vendedor de 31 anos, que estava no imóvel e foi preso em flagrante.

A Polícia Militar encontrou a jovem, após os pais dela realizarem uma denúncia informando que a filha estava sendo mantida em cárcere privado por quase duas semanas.

Após os policiais invadirem a casa, a garota foi encontrada dentro de um quarto, sem roupas e com ferimentos pelo corpo. Ela também estava desorientada e em estado de choque, e informou à polícia que os ferimentos foram provocados pelo suspeito, que não teve a identidade revelada.

O homem foi encaminhado à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) da cidade. O suspeito contou que, além de manter a namorada presa, também ameaçava divulgar vídeos íntimos dos dois mantendo relação sexual para forçá-la a não tentar fugir.

Durante o período em que foi mantida em cárcere, a vítima sofreu vários tipos de violência: sexual, psicológica e física. Ela conseguia sair para ir ao mercado, mas apenas com o consentimento do companheiro. Porém, a garota conseguiu pedir socorro para uma amiga, que entrou em contato com a família.

No depoimento, o suspeito negou os crimes e alegou que tudo foi consentido e que as lesões foram provocadas durante as relações sexuais. A vítima passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico e Odontológico Legal (IMOL).

O homem é usuário de drogas e tem passagem pela polícia por perturbação de sossego, registrada por uma ex-mulher. Ele será indiciado por quatro crimes: sequestro, cárcere privado, lesão corporal, ameaça, estupro e injúria. (Varelanoticias)

COMPARTILHE AGORA:  

ENVIAR COMENTÁRIO